Torre dos Almadas



Localização:
Rua da Rainha D. Maria II
4810-277 Guimarães

Coordenadas:
41.4424027N 8.2937229W

Sede social da AAELG desde 29 de Novembro de 1968, o então denominado “Palácio dos Almadas” foi inaugurado em cerimónia que precedeu a realização da 8ª Assembleia Geral, cuja mesa foi constituída por:

Presidente - António Faria Martins
Primeiro-secretário - Alexandre da Costa Rodrigues
Segundo-secretário - António Augusto Alves Monteiro
Os Corpos Sociais, em exercício, eram:
Conselho Fiscal:
Presidente - Fernando Laje Jordão
Secretário - Francisco Ramos Martins Fernandes
Relator - António Guilherme Saavedra
Direção:
Presidente - Dr. Fausto de Castro Martins de Araújo
Vice-presidente - Eng.José Maria Gomes Alves
Primeiro-secretário - José Luís da Silva Xavier Fernandes
Segundo-secretário - Manuel José Mendes da Costa Guimarães
Tesoureiro - Álvaro de Jesus da Silva Martins
Vogais: Bernardino Madureira Jordão e António da Cunha Fernandes Machado

Nessa Assembleia foi aprovado voto de Louvor à excelentíssima Câmara Municipal de Guimarães e enaltecido o seu ilustre Presidente, Eng. João Mendes Ribeiro, pela cedência do “Palácio dos Almadas” para instalação da Sede Social da AAELG.

Chamado posteriormente também “Castelo dos Almadas”, foi finalmente denominada “Torre dos Almadas” por Fernando Lage Jordão na ata da 11ª Assembleia de 29 de novembro de 1971.


 


A “Torre dos Almadas”, assim designada porque a casa terá pertencido à família dos Almadas, possivelmente, quinhentista. A quando da abertura de ruas e alargamento de espaços a fim de permitir uma maior salubridade da cidade, por volta dos anos trinta, entre as demolições que foram efetuadas, está a da casa dos Almadas que terá sido parcialmente demolida, formando, assim o atual largo da Tulha.
Terá ficado exposta uma torre em granito, de três pisos, com uma cobertura de quatro águas, sem janelas para o largo.
       
       
       
   
As ocupações posteriores, além de ter continuado a funcionar como habitação, foi partilhada pelas casas da vizinhança, ficando a torre isolada.
Por volta dos anos cinquenta, terá sido habitação de um funcionário da Câmara e sua família.
O Dr. Almeida Coelho, Conservador dos Paços dos Duques, também habitou provisoriamente a Torre enquanto se preparava a sua residência no Paço. Depois da saída deste para o Paço dos Duques a Torre foi utilizada, posteriormente, como atelier do pintor Maltieira enquanto pintou em Guimarães.
       
       
   
Em 1964, o então Presidente da Câmara de Guimarães, Eng. Mendes Ribeiro, por proposta do vereador e 1º Presidente dos Nicolinos, Sr. António Faria Martins, foi cedido à associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães ficando ao encargo dessa Associação a conservação e limpeza do edifício. Ainda pelo Município foi efetuada uma intervenção na Torre, abrindo as janelas que se encontram no alçado virado para o largo, janelas essas iguais à existente no alçado Norte, que se encontra tapada, desenhada por José de Pina.
       
       
   

Em 1974, após o rebentamento de uma bomba, foram efetuadas obras no interior da torre.
No tempo dos Presidentes Alcino Machado, José Maria Mota Prego e Augusto Costa, foram efetuados novas intervenções na torre com demolição de divisórias, execução de uma instalação sanitária no rés-do-chão e arranjo da cobertura e dos pavimentos, resultando nos espaços que hoje possui.

Guimarães, 20. VI. 2008

       

 

Nota: O edifício tem um segundo piso com a mesma área do qual não temos  levantamento.

Agradecimentos aos Srs.
Presidente da Assembleia – Sr. José Maria Magalhães
Presidente da Direcção – Sr. Augusto Costa
Secretário – Prof. Fernando Manuel da Silva Capela Miguel

“Como nota, meramente a título pessoal e em comparação com outras cedências efectuada pela Câmara a Associações, congratulo-me com a dedicação e cuidado na manutenção do espaço.”

Trabalho efectuado por:
Técnico Prof. de Const. Civil Especialista -Vítor Manuel Rodrigues Costa Azevedo


INVENTÁRIO/VALORIZAÇÃO DOS BENS NA SEDE DA AAELG/VELHOS NICOLINOS

desenvolvimento 1000 Empresas